‘sua filha tem é dengo’

A família da menina Pietra Isaac, de 7 anos, segue denunciando que a menina teria sofrido negligência médica. A menina morreu em decorrência de dengue hemorrágica, após idas e vindas à emergência.

Diante dos primeiros sintomas da menina, a família procurou atendimento no Hospital Daher, no Lago Sul, DF. Inicialmente, a menina foi liberada com recomendação de repouso e hidratação.

Continua depois da publicidade

A mãe de Pietra, Camila Isaac alega que o primeiro médico a atender sua filha teria afirmado que a menina estava “dengosa duas vezes”. Para a mãe, o médico menosprezou os sintomas da criança, que foi diagnosticada com dengue.

A menina não teve melhora e apresentou agravo nos sintomas, quando a familia voltou a procurar ajuda no Hospital Daher. Lá uma médica recomendou que a família fosse ao Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

No entanto, ao ser passada para outro médico, após troca de plantão, o segundo profissional discordou da avaliação da colega. Ainda assim, algum tempo depois, a família decidiu seguir para o Hmib, que é público.

Lá, o quadro da menina foi identificado, mas não houve mais tempo. Dois dias após a primeira ida à emergência, a menina não resistiu e teve o óbito confirmado no Hmib.

Na quinta-feira (23/11), a família da menina denunciou o caso à polícia. Para a família, houve descaso no antedimento prestado pelo hospital Daher. No Hmib, a menina chegou a ser internada na UTI, mas não resistiu.

“Foi um descaso, desumano. Você [fica] largado de qualquer jeito, implorando para tomar remédio, para ser internado. Um hospital que tem pediatria, mas não internação pediátrica? O que é isso? [São] despreparados. Se aconteceu com a minha, com quantos outros não aconteceu [também]?”, desabafou a mãe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais