Quem é o homem que saiu no meio do encontro, foi até a rua tirou a vida de ‘flanelinha’ e voltou como se não tivesse feito nada

Um crime hediondo acabou viralizando nas redes sociais após ganhar as manchetes dos principais portais de notícias do mundo.

Um homem chamado Erick Aguirre, de 29 anos, foi preso em Houston, no estado do Texas, após matar Elliot Nix, um homem de 46 anos que se passou por manobrista em um estacionamento e aplicou um golpe ao cobrar US$ 40 para guardar os carros.

Erick estava em um encontro com uma mulher quando descobriu o esquema, então foi até o veículo, pegou uma arma e atirou em Nix.

Após o ocorrido, ele voltou ao restaurante como se nada tivesse acontecido. As autoridades responsáveis pelo caso afirmam que ele será processado.

Após o assassinato de Elliot Nix, Erick Aguirre, um americano de 29 anos, teria dito à sua acompanhante que “estava tudo bem”, segundo relatado pelo jornal Washington Post.

O crime aconteceu depois que Nix cobrou US$ 40 para guardar o carro de Erick em um estacionamento falso.

Horas depois, as imagens do sistema de vigilância foram divulgadas pela polícia de Houston em um noticiário local e a mulher identificou Erick, levando-o a ser preso.

Rick DeToto, advogado da acompanhante, revelou que ela ficou em choque ao ver uma foto dela e de seu acompanhante exposta na TV falando do crime. Ele também relatou que a mulher decidiu contatar a polícia após reconhecer Erick Aguirre nas imagens.

DeToto afirmou que sua cliente não tinha conhecimento do crime e que estava apenas jantando com o réu naquela noite.

Dinâmica do crime

Ao chegarem no Rodeo Goat, Elliot se passou por manobrista e pediu US$ 20 para estacionar o carro. Ele ainda prometeu reembolsar o valor caso eles voltassem com um recibo do restaurante.

Contudo, a vítima era um golpista conhecido na área de estacionamento. Quando Erick e sua acompanhante descobriram o esquema, ele saiu do restaurante, pegou uma arma em seu carro e perseguiu Elliot.

Uma testemunha relatou ter ouvido um único tiro e viu Erick caminhando de volta para o carro com a arma na mão. Ele guardou a arma e retornou para o restaurante, aparentando desconforto, mas insistindo que estava tudo bem.

Depois, eles foram embora. Elliot foi levado ao hospital, mas faleceu ao chegar lá. O promotor Michael Hanover informou que a vítima foi baleada nas costas.

A acompanhante de Erick disse que ficou chocada ao ver sua foto na investigação, mas que não sabia do crime. Mais tarde, ela reconheceu Erick nas fotos e o entregou às autoridades.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais