Polícia abre investigação após denúncia de assédio contra diretor da Record

A TV Record se viu neste sábado (25/11) diante de uma polêmica enorme que virou assunto de polícia. Tudo começou após uma denúncia feita pelo jornalista Elian Matte, que integra a equipe de Roberto Cabrini.

Matte fez duras acusações contra o diretor de Recursos Humanos da Record, Márcio Santos. Na denúncia, Matte acusou Márcio Santos de praticar assédio sexual dentro do ambiente de trabalho.

Continua depois da publicidade

Em uma matéria publicada pela revista Piauí, Matte revelou que há cerca de um ano passou a ser alvo de investidas do diretor de RH. Ainda segundo Matte, as investidas foram escalando até que, em novembro do ano passado, Santos teria feito indagações de cunho pessoal.

São pedidos insistentes para sair e, apesar das minhas negativas, ele continuou com conversas no WhatsApp, onde pergunta o tamanho do meu órgão genital, declara ter ciúmes doentios por mim e afirma que precisa de ajuda médica”, escreveu Matte.

Matte ainda afirma que cedeu as investidas por um período, alegando que teve medo de perder o emprego na emissora. No entanto, segundo ele, Santos então teria passado a usar a estrutura da empresa para monitora-lo.

O editor ainda afirma que chegou a procurar atendimento médico dentro do grupo Record e recebeu um diagnóstico inicial de burnout. No entanto, ainda segundo ele, a médica responsável teria sofrido ameaças do RH para mudar o laudo.

Estou com os atestados alterados. Houve quebra de sigilo médico, alguém do RH ameaçou a médica”, afirmou. Os relatos geraram repercussão neste sábado e, por meio de nota, a Polícia Civil confirmou que investiga o caso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais