Milagre? Quem é o adolescente que teve óbito declarado ‘voltou a vida’ quando sua mãe começou a orar

A história de Sammy Berko, um adolescente do Texas, Estados Unidos, é incrível e cheia de reviravoltas. Enquanto se despediam dele, a família ficou em choque ao perceber que o jovem que havia sido declarado morto, começou a se mover.

Sammy tinha apenas 16 anos e acabara de atingir o topo de uma parede de escalada em um ginásio local quando perdeu a consciência.

No começo, seus pais pensaram que ele estava brincando, mas logo descobriram que o jovem havia sofrido uma parada cardíaca.

“Ele subiu até o topo da parede, tocou a campainha e então seu corpo ficou mole, e parecia que ele estava brincando. Eles não tinham certeza e, quando perceberam que ele não estava respondendo, e o baixaram lentamente”, revelou Jennifer, a mãe do jovem.

Foi uma cena avassaladora que levou paramédicos, médicos e testemunhas a agir imediatamente para realizar as manobras de RCP.

Sammy, a vítima, foi transportado para o hospital com rapidez, no entanto, apesar de duas horas de tentativas para reanimá-lo, foi declarado tragicamente morto.

Seus pais, que já haviam perdido o filho Frankie três anos antes, ficaram com o coração partido e tiveram um momento privado para se despedir de Sammy.

Jennifer ressaltou que o momento que lhes foi dado para se despedir do filho foi extremamente doloroso, contudo, resignados, ela e o marido se aproximaram de Sammy para dar o derradeiro adeus.

A mãe afirmou que pediu desculpas ao filho por não saber o que fazer para salvá-lo e disse o quanto o amava.

“De repente, quando comecei a orar, meu marido disse: ‘Oh meu Deus, ele está se movendo’”, revelou Jennifer.

Foi um momento de atordoamento para os pais quando o filho começou a apresentar sinais de vida.

Os médicos não hesitaram em chamar isso de “milagre literal”, pois a equipe médica por mais experiente e acostumados a lidar com situações extremas o tempo todo, ficaram em choque ao ver o paciente reagindo após ser considerado morto.

Incrivelmente, todos eles vieram até nós para compartilhar que nunca haviam testemunhado algo parecido antes. Em suas carreiras, nunca tinham visto alguém morrer e voltar à vida em apenas cinco minutos, relatou emocionada.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais