Merendeiras são presas em flagrante por furto de peixes e leite em pó

Quatro funcionárias da rede pública de ensino, de Santa Maria (DF), foram presas por furto dentro da escola. As prisões foram feitas por policiais civis do DF, no Centro de Ensino Fundamental 103.

Segundo as informações das investigações, ambas as funcionárias são acusadas de furtar produtos da cozinha da escola. A lista de itens furtados inclui peixes, leite em pó, cebola e batata.

As prisões foram resultado de uma investigação que partiu de uma denúncia anônima. Uma das mulheres admitiu que já furtava a dispensa da escola há cerca de dois anos, incluindo materiais de limpeza.

Ainda segundo as informações, uma segunda presa já tinha 10 anos de serviços no município. As quatro foram presas em flagrante, portando itens furtados dentro de suas bolsas no momento da abordagem.

Segundo as denúncias feitas a polícia, que estão sendo investigadas, as funcionárias vinham vendendo os produtos em comércios locais. Em depoimento, no entanto, alegaram que furtavam para consumo próprio.

As quatro estão sendo investigadas e podem responder por crimes de peculato e associação criminosa. Caso sejam condenadas por estes crimes, podem pegar até 15 anos de prisão.

A identidade das quatro funcionárias não foram reveladas. A secretaria de educação de Santa Maria também não se manifestou até o momento sobre o caso.

Os produtos furtados faziam parte do estoque das escolas para uso dentro das unidades. O furto, neste caso, é investigado como furto ao patrimônio público de Santa Maria.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais