Mulher filmada atacando entregadores presta depoimento e pede por exame

Após faltar na primeira data marcada para o depoimento, Sandra Mathias Correia de Sá compareceu a delegacia nesta segunda-feira (17/04). O depoimento levou cerca de 3 horas e foi acompanhado pela imprensa.

Sandra é acusada de injúria racial e lesão corporal em um caso que repercutiu em todo o país. A empresária carioca foi filmada enquanto “chicoteava” um entregador usando a guia de seu cão de estimação.

A cena toda foi filmada por testemunhas. Sandra atacou o entregador, identificado como Max, e também uma entregadora. As duas agressões aconteceram na mesma ocasião e foram filmadas. Sandra chegou a morder a perna de uma das vítimas.

Na delegacia, ela alegou que o desentendimento com os entregadores teria começado dias antes. A investigada também solicitou fazer exame de corpo delito, afirmando ter sido agredida.

Além de Sandra, a polícia também ouviu uma testemunha de acusação. As autoridades preservaram a identidade da testemunha, que não foi identificada pela imprensa que estava no local.

Ao deixar a delegacia, Sandra parecia alterada e chegou a pedir para que os jornalistas não a machucassem. “Não tenho nada a declarar”, afirmou ao ser questionada sobre o caso.

Max Ângelo e Viviane Souza, ambos entregadores que aparecem sendo agredidos nas imagens, já foram ouvidos pela polícia. Questionado, Max afirmou que não tem intenção em fazer acordo com a mulher e que espera apenas que ela pague pelos crimes cometidos, flagrados por câmeras de testemunhas.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais