Homem que deixou esse pobre cachorrinho amarrado debaixo do Sol quente sofre duro castigo

Um homem de 42 anos foi detido recentemente em Aragoiânia, situada na região metropolitana da capital goiana, após receber várias denúncias de maus-tratos a animais. A Polícia Civil interveio e flagrou o indivíduo maltratando um cão que apresentava ferimentos pelo corpo.

O animal estava amarrado a um pedaço de madeira com uma corrente extremamente curta, o que limitava severamente sua capacidade de se movimentar. Além disso, o cão sofria com a exposição constante aos raios solares, o que agravava sua situação.

A ação policial ocorreu na terça-feira, 18 de abril. Após receber as denúncias contra o responsável pelos animais, os agentes dirigiram-se ao local e encontraram outro cão.

De acordo com a polícia, este segundo animal não apresentava lesões visíveis, porém estava em um estado de apatia, o que sugere que também sofria maus-tratos. Este cão também estava preso a um poste de madeira, o que evidencia o padrão de negligência do acusado.

O nome do homem envolvido no caso não foi divulgado pelas autoridades. Os policiais envolvidos na ação também revelaram que os dois cães sob os cuidados do acusado recebiam apenas arroz cozido como alimento e viviam em abrigos improvisados, o que demonstra a falta de cuidado e atenção apropriados para os animais.

Após a detenção do indivíduo, um voluntário da cidade se prontificou a cuidar dos animais e assumiu a responsabilidade por seu bem-estar.

Acredita-se que os cães receberão os cuidados necessários e serão tratados com respeito e dignidade daqui em diante, graças à intervenção da polícia e à generosidade do voluntário.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais