Homem que atacou creche em Blumenau disse a polícia que foi por causa de um jogo de vídeo game, 4 crianças perderam a vida

Uma tragédia aconteceu em Blumenau, Santa Catarina depois que um homem de 25 anos invadiu uma creche e atacou as crianças deixando quatro mortas.

Um vídeo que foi publicado nas redes sociais mostra o momento de desespero e muita correria dos pais para retirar suas crianças após o atentado.

Infelizmente quatro crianças morreram e uma está em estado grave, além das crianças feridas, três adultos também sofreram ferimentos.

A Polícia Militar disse que o suspeito teria pulado muro e atacado as crianças com uma faca, mas as testemunhas falaram que ele atacou as crianças com uma machadinha. VEJA A REPORTAGEM A SEGUIR.

A creche alvo dos ataques é a creche Centro de Educação Infantil cantinho Bom Pastor. De acordo com informações muitos pais foram chamados para tirar suas crianças de dentro da creche, eles receberam a notícia que a creche havia sido atacada na manhã desta quarta-feira ( 5110 em Blumenau, Santa Catarina.

O hospital deu informações sobre as crianças que foram atendidas, crianças de 0 a 2 anos de vida. De acordo com as informações o homem de 25 anos que protagonizou o atentado disse que estaria concluindo um jogo de vídeo game.

O homem é morador de Blumenau e é moto boy. A preocupação dos pais é de um novo ataque. As aulas foram canceladas porque o homem disse que o ataque seria algo em cadeia.

Assista ao vídeo:

Logo uma multidão de pais se formou na porta da creche, todos desesperados por notícias de seus filhos e procurando informações sobre as vítimas.

Lamentavelmente quatro pais receberam a triste notícia de que seus filhos não resistiram aos ferimentos, uma tragédia que abala o país e deixa os pais ainda mais preocupados, principalmente aqueles que precisam trabalhar e seus filhos ficam em creches ou em escolas correndo risco de serem atacados por pessoas desequilibradas sem que alguém saiba o motivo.

Uma triste tragédia, uma notícia que o país inteiro jamais gostaria de ouvir.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais