Garoto que foi com facas para escola alega à polícia que tinha medo de novo ataque

Um adolescente de 12 anos foi apreendido e levado a delegacia para esclarecimentos, após ser flagrado com um martelo e facas dentro da escola onde estuda, na rede Adventista, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Após o arsenal ser identificado, a  Força Tática da Polícia Militar (PM) foi deslocada ao local. O menino foi conduzido à delegacia, acompanhado dos responsáveis, e alegou ter levado as armas para se defender.

Em depoimento, o menino afirmou que circulam boatos nas redes sociais, especial no whatsapp, e que haviam ameaças sendo feitas. O menino ainda afirmou que existe uma ameaça escrita no banheiro feminino da escola.

Temendo por um ataque na unidade, o menino levou as armas para a escola. O caso vai continuar sendo investigado, a polícia apreendeu o telefone do menino, que deve passar por perícia, além de duas facas e um martelo.

Já a rede, que possui escolas por todo o país, emitiu nota afirmando que esta tomando medidas para garantir a segurança do ambiente escolar. Ainda esclareceu que o episódio não interrompeu as aulas.

Nesta quarta-feira, o país acompanhou mais um caso. No Ceará, duas crianças ficaram feridas após um ataque promovido por um aluno, ainda adolescente. O aumento no número de casos tem assustado pais e responsáveis.

As autoridades alertam sobre o “efeito de contágio” e recomendam cautela ao noticiar ou compartilhar casos dessa natureza. Neste caso, muitos canais de comunicação adotaram mudanças.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais