Quem são os irmãos que faleceram no mesmo dia, no mesmo hospital e vítimas da mesma doença

Este caso vem ganhando enorme repercussão após se tornar destaque nos principais portais de notícias do Brasil. Francisco Antunes Sobrinho, de 52 anos, e seu irmão, Eduardo Antunes da Silveira, de 38 anos, faleceram no sábado passado, dia 19 de agosto, ambos no mesmo centro médico e como consequência de uma doença em comum, que era o câncer.

Ambos residiam na cidade de Santa Cruz, localizada na região do sertão paraibano, no interior do estado e estavam sob cuidados médicos no Hospital Regional de Sousa.

Continua depois da publicidade

“Eles eram próximos, tinham uma relação normal de irmãos, eram unidos. Ambos lutavam há mais de dois anos contra a doença. A família ficou arrasada [com as duas mortes em seguida]. Ainda estamos [arrasados], na verdade”, afirmou João Antunes Neto, irmão dos falecidos.

O primeiro a falecer foi Eduardo, conforme informado em um comunicado médico, ele veio a óbito às 0h40 de sábado.

João Antunes Neto relata que foi ele quem o conduziu ao hospital em 15 de agosto e permaneceu ao seu lado até seu falecimento.

Enquanto isso, o outro irmão, Francisco, começou a sentir-se mal no sábado logo após receber a notícia da morte de Eduardo. Ele foi encaminhado ao mesmo centro médico, onde deu entrada pela manhã, ainda enquanto o corpo de Eduardo estava sendo preparado para liberação do hospital. Francisco veio a falecer às 23h.

Segundo informou o hospital à coluna, os dois “faleceram de neoplasia [câncer].” Francisco tratava de um câncer de intestino. Já Eduardo, ao descobrir a doença, já tinha tumores no fígado e no reto.

Eles faziam tratamento de quimioterapia em João Pessoa e Fortaleza, respectivamente. Os dois tiveram os corpos sepultados no Cemitério Público de Santa Cruz, onde moravam: Eduardo, ainda no sábado; e Francisco, já no domingo.

A partida dos dois irmãos gerou profunda comoção na comunidade local, levando a prefeitura a emitir um decreto oficial de luto. Além dos pais que estão vivos, eles compartilhavam a família com outros cinco irmãos. Eduardo, lamentavelmente, deixa para trás três filhos órfãos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais