Prédio em Gramado desaba após surgirem grandes rachaduras no solo

Uma manhã dramática marcou Gramado, no Rio Grande do Sul, com o desabamento de um prédio no bairro Três Pinheiros, desencadeando uma série de eventos preocupantes na região.

O Residencial Condado Ana Carolina, situado próximo ao Lago Negro, cedeu, por volta das 6h desta quinta, dia 23 de novembro, sem deixar feridos, graças à evacuação prévia dos moradores.

Continua depois da publicidade

O cenário já era tido como condenado devido à instabilidade do solo, o que impossibilitou sua implosão controlada. Autoridades confirmam que a área permanece interditada e isolada, uma vez que o solo instável ainda apresenta riscos iminentes.

Desde o fim de semana, as chuvas castigam a região, desencadeando rachaduras nas ruas e gerando alarme entre os habitantes locais. Dezenas de residentes tiveram que abandonar suas casas após o surgimento dessas fissuras, levando a prefeitura a montar abrigos emergenciais, como o instalado no ginásio da Escola Senador Salgado Filho.

A preocupação com a instabilidade do solo se estende por vários pontos da cidade. Bairros como Planalto, Perimetral e Ladeira das Azaleias também estão sob avaliação do Serviço Geológico do Brasil devido ao risco de quedas de barreiras.

Diante dessa situação, a prefeitura destaca que o desabamento é apenas um entre vários sinais de risco na região e ressalta que um relatório está em elaboração para nortear futuras decisões.

Enquanto isso, o isolamento do local do desastre e do bairro Três Pinheiros persiste, reforçando a preocupação e a necessidade de medidas cautelares.

Gramado permanece em alerta, em meio a um cenário de incertezas sobre a estabilidade do solo que continua a ser monitorado pelas autoridades locais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais