Onda de calor extrema atingirá Brasil e trará risco à vida

Uma forte onda de calor representa uma ameaça significativa para a saúde humana e o meio ambiente. Os riscos associados a esse fenômeno climático incluem o aumento das doenças relacionadas ao calor, como insolação e exaustão, especialmente entre os grupos mais vulneráveis, como idosos e crianças.

Além disso, as altas temperaturas podem sobrecarregar os sistemas de energia e causar quedas de energia, afetando o funcionamento de hospitais e sistemas de resfriamento.

As ondas de calor também agravam a seca, aumentando o risco de incêndios florestais, prejudicando a agricultura e escasseando os recursos hídricos.

Com as proximidades da primavera chegando no Brasil, uma intensa onda de calor está prestes a atingir o país colocando um fim ao inverno.

Esta mudança abrupta será causada por causa de um bloqueio atmosférico que impedirá a chegada das frentes frias que se espera neste período. Desta forma, a maior parte do Brasil deverá passar por vários dias ensolarados e temperaturas acima das médias.

Este calor intenso e persistente atingirá o interior de Santa Catarina, o estado do Paraná, grande parte da Região Sudeste, Centro-Oeste e o interior do Nordeste. Região centro-sul do Pará e centro-leste do Amazonas também serão afetadas.

O pico de calor deve acontecer no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul com marcas acima dos 40ºC. A cidade de São Paulo é uma em que a temperatura pode bater recorde.

Para mitigar esses riscos, é crucial adotar medidas de adaptação, como sistemas de alerta precoce, estratégias de resfriamento urbano e redução das emissões de gases de efeito estufa para combater as mudanças climáticas.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais