Mulher que foi congelada e voltou à vida faz relato dramático do terrível momento que passou

No gélido inverno de 1980, a vida de Jean Hilliard, então com 19 anos, transformou-se em uma narrativa extraordinária de coragem e sobrevivência.

Enquanto dirigia em meio a uma tempestade de neve no interior de Minnesota, nos Estados Unidos, Jean perdeu o controle de seu carro, desencadeando uma série de eventos que desafiariam os limites da possibilidade humana.

Continua depois da publicidade

Decidindo caminhar até a casa de um amigo após abandonar o veículo, Jean enfrentou condições climáticas extremas. Após quase uma hora de caminhada, escorregou na neve e perdeu os sentidos ao bater a cabeça, desaparecendo nas garras do frio impiedoso.

Jean foi encontrada pelo amigo, Wally Nelson, apenas na manhã seguinte, em uma vala com temperatura abaixo de -22°C. O que se seguiu foi um verdadeiro milagre.

Hilliard permaneceu congelado por seis horas, com seu corpo descrito pelo médico George Sutter como “frio e completamente sólido, como um pedaço de carne recém-retirado do freezer”.

No entanto, a equipa médica do hospital não desistiu. Rapidamente, empreenderam esforços para reaquecer Jean e trazê-la de volta à vida.

A recuperação de Jean foi tão surpreendente quanto o incidente em si. Após sete semanas no hospital, onde teve que reaprender a andar, ela emergiu sem nenhuma sequela aparente.

Hoje, aos 62 anos, Jean Hilliard é um testemunho vivo de resiliência e resistência, sendo reconhecida como a única pessoa conhecida que reviveu após passar um período congelado.

A história de Jean nos lembra da força extraordinária que reside dentro de cada um de nós, mesmo nos momentos mais gélidos da vida.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais