Mulher que dopou e tirou a vida do marido para ficar com amante terá um destino cruel

Embora pareça uma trama de novela, é importante lembrar que planos para roubar o dinheiro de um parceiro podem, infelizmente, acontecer na vida real.

Movidos por uma combinação de desespero, ganância e uma falta de ética impressionante, indivíduos podem arquitetar estratégias complexas e maquiavélicas para se apoderar dos recursos de seus parceiros.

Continua depois da publicidade

Essas histórias trágicas muitas vezes envolvem mentiras elaboradas, conspirações secretas e uma quebra profunda da confiança, levando a consequências devastadoras tanto para as vítimas quanto para os perpetradores.

Esse foi o caso de uma britânica, Ramandeep Kaur Mann, nascida em Slough, na Inglaterra que arquitetou o assassinado do próprio marido juntamente com seu amante.

De acordo com as informações divulgadas, Ramandeep teria adicionado pílulas para dormir ao biryani, um prato típico da Índia com curry, ao prato do marido, Sukhjit Singh e em seguida o degolou.

A cena foi presenciada por Arjun, o filho mais velho do casal, que testemunhou e contribuiu para desvendar o crime e para a condenação dos amantes. A intensão de Ramandeep era pegar o dinheiro do marido e fugir com seu amante, Gurpreet Singh.

O valor seria o equivalente a R$12,25 milhões. Ela estava casada desde 2005 e o crime aconteceu em 2006. A britânica foi condenada pelo crime que cometeu, acusada de dopar e assassinar o marido.

A decisão judicial é de que ela será enforcada na Índia. Gurpreet Singh, amante da vítima e um dos melhores amigos de Sukhjit Singh também vai pagar pelo crime ao qual teve participação e foi condenado à prisão perpétua.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais