Mãe é presa acusada de acobertar abusos de homem de 52 anos contra filha de 11 anos

A Polícia Civil do Estado de Minas Gerais efetuou a prisão de um homem, de 52 anos, e uma mulher, de 39 anos, acusados de estupro de vulnerável. A criança, de 11 anos, é filha da mulher.

Segundo investigação da polícia, o homem mantinha um relacionamento com a criança com consentimento da mãe. No local, a menina era conhecida como “namorada” do suspeito, que escondia a situação do pai da menina.

De acordo com apuração da polícia, a mãe da menina sabia dos fatos e não tomava providências, pelo contrário, ainda agia para ajudar o suspeito a esconder o caso do pai da menina.

A polícia teve acesso a conversas entre os dois suspeitos. A mulher foi flagrada cobrando o suspeito por bebidas, comidas e outros pedidos para continuar em silêncio sobre os fatos.

A ordem de prisão atendeu ao pedido do delegado Helton Cota Lopes, que identificou a situação de fragilidade na qual a criança estava, já que ainda poderia sofrer represálias de ambas as partes caso tentasse algo.

Sobre a prisão da mãe, o delegado defendeu que a mulher “na posição de garantidora, praticou o crime de estupro de vulnerável por omissão imprópria”, já que ela era responsável por proteger a filha, mas optou por permanecer em silêncio.

Apesar do caso ter ganhado repercussão, as identidades dos envolvidos não foram reveladas. A polícia não detalhou como tomou conhecimento do caso, nem sobre como a criança fica agora.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais