Faxineiro desliga ‘bipe irritante’ dentro de laboratório e provoca uma verdadeira tragédia científica

Este caso ganhou uma enorme notoriedade após se tornar manchete nos principais portais de notícias do mundo. Um faxineiro irritado com um bipe emitido por equipamento dentro de um laboratório resolveu desligá-lo e provocou uma verdadeira tragédia em termos de pesquisas cientificas.

O Instituto Politécnico de Rensselaer, sediado em Nova York (EUA), decidiu entrar com um processo judicial contra uma empresa de serviços de limpeza devido a um incidente bastante peculiar.

De acordo com o relato publicado pelo site The Sun, um faxineiro, visivelmente incomodado com o ruído emitido por um dos equipamentos no laboratório, tomou a decisão de desligar o congelador que abrigava culturas de células e diversas outras amostras destinadas a estudos há mais de duas décadas.

O congelador operava a uma temperatura constante de -45ºC. No entanto, ao ser desligado, a temperatura caiu para -4ºC, resultando na inutilização de todo o conteúdo armazenado e causando um prejuízo estimado em pouco mais de R$ 6 milhões.

O Rensselaer, renomado como a primeira universidade de pesquisa tecnológica dos Estados Unidos, estabelecida em 1824, decidiu processar a empresa responsável pela terceirização do faxineiro.

De acordo com a matéria do The Sun, havia um aviso no congelador explicando como desativar o som irritante sem afetar o funcionamento do equipamento, porém esse aviso foi ignorado.

A equipe do laboratório agora percebe que, se tivessem investido cinco minutos em instruções básicas e garantido a atenção dos funcionários, muitos problemas e decepções poderiam ter sido evitados.

“No fim do interrogatório, ele (faxineiro) ainda não parecia acreditar que tinha feito algo errado, mas tentado apenas ajudar”, contou o advogado de defesa do faxineiro.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais