Alucinógeno extraído de veneno de sapo é nova ‘febre’; homem é preso no Brasil

A polícia civil de Goiás realizou a apreensão de uma substância alucinógena extraída do veneno de um sapo, usada para fins de entorpecentes. Na ação, um homem foi preso e deve responder por tráfico de drogas.

A apreensão foi feita após a polícia receber uma denúncia de que a droga seria usada em um ritual espiritual. O responsável pela substância se autointitula líder espiritual e foi preso.

Ainda segundo as investigações da polícia, o líder teria um lucro de R$300 por “fiel” que desejasse participar do ritual, já que esse era o preço individual. Ao todo, a polícia acredita que o homem teria faturamento de R$150 mil.

A substância é extraída do veneno do sapo Bufo Alvarius, considerado um dos alucinógenos mais poderosos do mundo. A substância contém DMT, um dos componentes presentes na famosa “ayahuasca”.

Ao mesmo tempo, a droga é um interesse da comunidade científica porque acredita-se que seu uso possa ajudar em casos clínicos, como a esquizofrenia. Os estudos, no entanto, continuam em estados muito precoces.

A identidade do homem preso em Goiás não foi revelada. Ele se apresenta como um líder religioso, mas também não foi revelado qual a congregação ou instituição a qual ele representa.

A polícia recebeu uma denúncia de que a substância seria usada em um ritual. Além disso, a denúncia também apontava que a substância estava sendo guardada por um homem, que foi identificado como o suposto líder espiritual.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais