Quem é a mãe que tirou a vida de seu bebê de apenas 3 meses; ela revelou a motivação

As autoridades prenderam em flagrante uma mulher de 24 anos que está sendo acusada de ter asfixiado o próprio filho, de apenas 3 meses de idade, até a morte por conta de não querer lidar com o choro do bebê.

O caso aconteceu na região de Itapevi, em São Paulo, no último sábado, 8 de abril.

A Polícia Militar tomou conhecimento do crime após uma médica ter atendido o caso em um Pronto Socorro. Ela, notando a situação, não hesitou em chamar as autoridades.

Aline Nascimento Santos, a mãe da criança, que estava desempregada, levou o bebê até a unidade de saúde.

No hospital, Aline teria contado que tinha amamentado a criança e, depois, colocado-a para dormir. Ela também relatou que o companheiro, Gabriel de Souza Hyppolito, de 24 anos, teria levantado para trabalhar e notado que a criança estava sem respirar.

Como a criança já chegou sem vida ao hospital, a médica desconfiou da história contada por eles e acionou a polícia. No entanto, a criança não apresentava sinais de afogamento, mas sim de maus tratos, como assaduras e queimaduras.

Ao serem encaminhados para uma delegacia, eles repetiram a mesma história. Contudo, após um laudo revelar que não houve engasgamento pelo leite, os dois confessaram o crime.

Aline contou que a gravidez não tinha sido desejada e que não sentia afeto pelo bebê. Além disso, ela não suportava mais o choro da criança, então, tirou sua vida.

Os dois estão presos.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais