Entenda como acontece a intoxicação com monóxido de carbono que é a principal hipótese da causa dos óbitos dos jovens da BMW

Na manhã da última segunda-feira (1º), quatro jovens foram encontrados sem vida no interior de um veículo BMW próximo à rodoviária da cidade de Balneário Camboriú, localizada no Litoral Norte de Santa Catarina.

A principal linha de investigação da Polícia Civil sugere que uma recente modificação no sistema de escape do automóvel resultou em uma falha mecânica, provocando a entrada de monóxido de carbono no interior do carro e ocasionando o óbito do grupo.

Continua depois da publicidade

Contudo, é importante ressaltar que, até o momento, nenhuma hipótese foi confirmada ou descartada pelos policiais.

Tiago de Lima Ribeiro, com 21 anos, Gustavo Pereira Silveira Elias, de 24 anos, Karla Aparecida dos Santos, de 19 anos, e Nicolas Kovaleski, de 16 anos, foram localizados sem vida no interior de um veículo BMW azul, estacionado nas proximidades do terminal rodoviário da cidade.

Observe, por meio de representações visuais, os eventos que precederam o falecimento dos quatro jovens:

Náusea e tontura

Após o réveillon, a virada de 2024, alguns familiares optaram por retornar a Florianópolis em um veículo separado, enquanto os quatro jovens seguiram com a BMW/320I M Sport, fabricada em 2022, em direção à rodoviária para buscar a namorada de um deles.

A chegada da jovem ocorreu por volta das 3h, conforme informado pelo delegado Bruno Effori. Logo após, os quatro jovens começaram a apresentar sintomas como náusea, tontura e tremedeira. Eles relacionaram esses sintomas ao consumo de cachorro-quente na praia algumas horas antes.

Namorada de vítima chega ao local

O grupo optou por permanecer no local, aguardando o alívio dos sintomas. Os quatro jovens permaneceram dentro do veículo, mantendo o ar-condicionado ligado. A namorada recentemente chegada entrava e saía do automóvel com frequência.

Carro modificado

Avaliada em R$ 250 mil, a BMW/320I M Sport passou por modificações com o objetivo de aprimorar o som esportivo do motor. Conforme uma das vertentes de investigação da Polícia Civil, essa modificação pode ter desencadeado a entrada de monóxido de carbono no interior do veículo, resultando nas fatalidades.

Testemunha esperou do lado de fora

No entanto, em uma das ocasiões em que retornou ao veículo, após passar aproximadamente 30 a 40 minutos fora dele, a jovem percebeu que algo não estava correto.

Segundo o relato da testemunha, os quatro jovens apresentavam olhos visivelmente vermelhos e arregalados, o interior do veículo estava repleto de vômito, uma das vítimas exibia um braço com tonalidade arroxeada, e outra apresentava sangramento pela boca.

Samu constata parada cardiorrespiratória

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou ao local por volta das 7h29 e verificou que as quatro vítimas se encontravam em estado de parada cardiorrespiratória.

Adotando os procedimentos padrão de atendimento, foram feitas tentativas de reanimação, contudo, sem êxito. Às 8h17, foi oficialmente declarado o óbito das quatro pessoas no local.

Mortes em BMW: Quais são as informações que você precisa saber

  • Quatro jovens foram descobertos sem vida dentro de um veículo BMW próximo à rodoviária na manhã desta segunda-feira, em Balneário Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina.
  • De acordo com as autoridades policiais, a causa das mortes foi intoxicação por monóxido de carbono, um gás que tem a capacidade de levar à morte em questão de minutos.
  • O delegado responsável pelo caso, Bruno Effori, declarou que os jovens permaneceram dentro do carro ligado, com o ar-condicionado em funcionamento, por aproximadamente quatro horas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais