Cantor sertanejo é preso acusado de tirar a vida namorada; ela foi carbonizada

João Vittor é um artista conhecido por se apresentar em bares, restaurantes e festas privadas na cidade de Araras, estado de São Paulo, e também em outras cidades da região. O homem tem 40 anos e é também conhecido pelo apelido de “Pássaro”.

Na plataforma do Spotify ele não possui muitos ouvintes mensais, mas conta com mais de onze mil seguidores no Instagram. João Vittor tem sido bastante citado nos últimos dias nas plataformas de notícias devido estar sendo acusado de um crime cruel.

Continua depois da publicidade

Segundo as informações divulgadas, ele é acusado de assassinar a dentista Bruna Angleri, também de 40 anos, após o término do relacionamento que os dois mantinham há sete meses.

João Vittor já tinha também outros boletins de ocorrência registrados contra ele pela mãe de seu filho. De acordo com o que foi divulgado, a mãe da criança o acusou de ameaça e perseguição.

Ela também chegou a solicitar uma medida protetiva. Na última sexta, dia 6 de outubro, o cantor se tornou alvo de um mandato de prisão temporária. Após ser perseguido por policiais e numa tentativa de fuga ele foi encontrado entre as cidades de Ribeirão Preto e Cravinhos.

Segundo a família de Bruna, ela teria tentado colocar um ponto final na relação, mas ele não aceitava o fim e isso teria motivado o assassinato da dentista.

Nas redes sociais, João Vittor chegou a falar que se realmente existisse um mandato de prisão contra ele que ele iria se entregar e continuar contribuindo para a solução do caso.

O cantor foi preso neste último domingo, dia 8 de outubro, próximo a Ribeirão Preto, ele estaria tentando fugir para o estado de Goiás, segundo apurou a polícia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais