Quem é o policial federal que fazia parte da equipe de segurança de Lula e que perdeu a vida em ação na Bahia

O presidente Lula expressou pesar pela perda do policial federal Lucas Caribé, que foi alvejado em um confronto com membros de facções criminosas no bairro de Valéria, em Salvador, na última sexta-feira (15).

Em uma mensagem de pesar divulgada em suas redes sociais, Lula mencionou que o agente federal fez parte de sua equipe de segurança na Bahia.

Presidente se pronunciou sobre morte de PF nas redes sociais Foto Redes sociais

Nesta manhã de sexta-feira (15), a operação Fauda foi realizada no bairro de Valéria, em Salvador, com o propósito de executar mandados de prisão. Os alvos dessa ação seriam indivíduos suspeitos de pertencer a uma facção criminosa.

Durante a operação contra o crime organizado cinco pessoas foram alvejadas:

  • O PF identificado Lucas Caribé Monteiro de Almeida, de 42 anos;
  • O suspeito Uélisson Neves Brito, conhecido como “Cara Fina”;
  • Outros três suspeitos que não tiveram os nomes divulgados pela SSP-BA.

Um agente de polícia civil e outro da Polícia Federal também sofreram ferimentos. O policial que atua na Civil, passará por uma intervenção cirúrgica.

Detalhes da operação que culminou com a morte do agente da PF:

  • Mais de uma centena de agentes das polícias Federal, Civil e Militar foram mobilizados para a ação;
  • As forças de segurança foram surpreendidas pela presença dos criminosos que eram o alvo da operação;
  • Um confronto ocorreu e, durante a troca de tiros, o policial federal Lucas Caribé foi atingido e faleceu no local;
  • Além do agente federal, dois suspeitos foram abatidos pelas forças de segurança durante o tiroteio;
  • Outros dois suspeitos perderam a vida em um novo embate ao tentarem escapar em uma área de mata.

 

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais