Quem é a Influencer de 41 anos que perdeu a vida em condomínio de luxo, caso gera uma grande comoção

A confirmação da morte de uma querida digital influencer deixou familiares e amigos em choque. No auge da vida, e deslanchando como influenciadora ela encontrou a morte em seu caminho.

A influenciadora Vanessa Mancini, com 41 anos de idade, faleceu na última segunda-feira (6), em sua residência no condomínio residencial de luxo na cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, onde residia.

A digital influencer foi a óbito na manhã de segunda-feira devido a um infarto fulminante, conforme anunciado em um comunicado emitido pela família.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para prestar assistência à influenciadora, porém, ela não respondeu às tentativas de reanimação e sua morte foi confirmada no local.

Tanto a influenciadora quanto seus pais estavam na residência no momento do ocorrido. Ainda de acordo com a nota emitida da família, Vanessa tinha como uma das suas principais características a “felicidade e bom humor”.

Ao final do comunicado os familiares da digital influencer pediu privacidade e respeito neste momento de luto e de grande tristeza. A Polícia Civil do Amazonas informou que seus agentes estiveram na residência da influenciadora.

Conforme esclarecido pela PC-AM, não está prevista a abertura de uma investigação no caso, uma vez que não há evidências de crime relacionadas ao falecimento de Vanessa.

Nas plataformas de mídia social, Vanessa contava com uma audiência de mais de 29 mil seguidores e se autodenominava como uma influenciadora de conteúdos voltados ao “estilo de vida”.

Além disso, ela compartilhava experiências em viagens, participações em eventos, conselhos relacionados à saúde e bem-estar, bem como sua rotina de atividades físicas na academia.

Amigos, familiares e seguidores usaram as redes sociais para homenagear e lamentar a morte precoce de Vanessa.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais