Quem é a garotinha de 2 anos que perdeu a vida ao sofrer lesões graves após supostamente ser abusada pelo pai

Na madrugada deste sábado (29), uma triste notícia veio do Hospital Materno Infantil Francisco de Assis (HIFA), localizado na cidade de Guarapari, que fica na Região Metropolitana de Vitória, capital do estado do Espírito Santo.

Uma garotinha de apenas dois anos e meio de idade, identificada como Ana Clara da Silva Soares, faleceu com indícios de ter sofrido abuso sexual, depois de ter sido internada em estado gravíssimo no dia 26 de abril.

As autoridades policiais afirmam que o pai da menina, identificado como Manoel Messias de Jesus Soares, de 44 anos, foi preso em flagrante por cometer o crime de estupro de vulnerável.

Durante a tarde da última sexta-feira (28), a Polícia Militar recebeu uma chamada para investigar um possível caso de estupro de vulnerável em uma unidade de saúde de Guarapari.

Ao chegarem no local, os policiais foram recebidos pela coordenadora da unidade hospitalar, que informou a presença de uma criança com sintomas de infecção generalizada. Após realizarem exames, foram detectadas lesões na região íntima da criança.

A mãe da criança afirmou à polícia que não suspeitava de nenhum suspeito e tinha cinco filhos. Entretanto, após insistência das autoridades, ela relatou que o marido já havia abusado sexualmente da filha mais velha, de 15 anos, e que temia que ele pudesse fazer o mesmo com a filha mais nova.

Segundo o boletim de ocorrência, a mãe também informou que outros parentes sabiam do abuso sofrido pela filha mais velha, que é enteada do suspeito, mas nunca o denunciaram por medo.

A equipe do hospital entrou em contato com o suspeito, identificado como Manoel, e pediu que ele comparecesse ao local. No entanto, na presença dos militares, ele não demonstrou surpresa em relação à situação da criança e não confessou o crime.

O suspeito foi preso em flagrante.Não há informações sobre o velório e sepultamento da vítima.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais