polícia trata vizinho adolescente como ‘averiguado’ e vai colher novo depoimento

A Polícia Civil de São Paulo, através do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o caso, confirmou que trata o adolescente, vizinho da menina Lana, como suspeito.

Desde a noite da última quarta-feira (20/09), o caso passou a ser investigado pela DHPP, quando o corpo da menina foi encontrado. Lana estava desaparecida, mas teve o corpo encontrado em um poço.

As informações das investigações, até o momento, dão conta de que Lana estava em casa com o irmão, de 15 anos, quando a mãe saiu de casa. Enquanto estava sem supervisão, a menina saiu de casa e foi atraída pelo vizinho, que é adolescente.

Câmeras próximas mostram o momento em que a menina sai na companhia deste vizinho. O garoto agora esta na mira da polícia, que deseja ouvir seu depoimento e confirma o vizinho como suspeito.

A delegada a frente do caso, Ivalda Aleixo, que esta a frente do caso, confirma que a polícia pretende ouvir todos os envolvidos de novo.  “A versão do menor mudou várias vezes. Ele vai ter que dar a versão dele aqui”, falou.

A polícia confirmou que o adolescente alega ter recebido a promessa de R$100 para levar a menina até três pessoas que dentro da comunidade. A polícia, no entanto, não encontrou quem seriam essas pessoas.

O corpo da menina, ainda segundo a polícia, também não deve trazer muitas respostas em razão do estado de decomposição.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais