Polícia prende envolvidos em sequestro de bebê que seria usado em ritual

Após o sério trabalho da polícia, um bebê foi resgatado após sequestro na cidade baiana de Caravelas. O crime aconteceu no último dia 14 de janeiro, quando o bebê foi tomado da família e o caso foi reportado para as autoridades.

Logo após o sequestro, começaram as ações para localizar a criança e resgata-la em segurança. As autoridades não divulgaram detalhes sobre a criança, como idade. O bebê foi encontrado no dia 18, quatro dias após o crime.

Continua depois da publicidade

De acordo com informações das autoridades, o bebê estava dentro de uma mochila portada por Sthefany de Jesus Silva, de 25 anos, e Ailton Ferreira dos Santos, 53. Os dois estavam em um ponto de ônibus e foram presos.

A polícia ainda identificou outras duas suspeitas de envolvimento no crime, identificadas como Michelle e Leila. Ainda segundo a polícia, a criança seria usada em um ritual de cura para o câncer, que beneficiaria Michelle.

As investigações ainda apontaram que Michelle fazia ameaças contra Sthefany para que esta encontrasse um bebê para que o ritual fosse realizado. Mensagens mostram que Michelle chegou a rejeitar alguns bebês encontrados por Sthefany porque queria um recém-nascido.

Até o momento, apenas Sthefany e Ailton tiveram a prisão confirmada. Leila estava foragida até a última atualização do caso. A polícia ainda investiga o possível envolvimento de Michelle em um outro desaparecimento.

Não foi divulgado o estado de saúde em que o bebê foi encontrado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais