Mulher perde a vida durante treinamento de jiu-jítsu dentro de academia em SP

Na região do aeroporto da cidade de Jundiaí, localizada no interior do estado de São Paulo, aconteceu uma verdadeira tragédia durante um treinamento de jiu-jítsu.

Uma mulher de 44 anos veio a óbito na quarta-feira (3), após ter tido um mal súbito durante uma aula de jiu-jítsu em um clube. De acordo com testemunhas, a vítima sofreu um mal súbito enquanto praticava no tatame e caiu convulsionando.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas apesar de todos os esforços dos socorristas, infelizmente, a mulher faleceu no local. Não há informações sobre o velório e sepultamento da vitima.

Um boletim de ocorrência foi registrado, e a suspeita é de que a causa da morte tenha sido uma parada cardiorrespiratória. A investigação está em andamento para apurar a morte súbita da mulher que ocorreu durante uma aula de jiu-jítsu.

A causa da morte ainda não foi determinada e não se sabe se a vítima apresentava algum problema de saúde anterior. As respostas serão obtidas através de inquérito policial.

Entenda a seguir a origem do Jiu-Jitsu, uma modalidade que se popularizou ao redor do mundo ao longo das últimas décadas.

O Jiu-Jítsu é uma arte marcial de origem japonesa que se desenvolveu no Japão durante o século XVI. Seu nome significa “arte suave” e a sua técnica se baseia em alavancas, torções e estrangulamentos para imobilizar ou submeter o oponente.

O Jiu-Jítsu foi introduzido no Brasil no início do século XX por Mitsuyo Maeda, um mestre japonês de Jiu-Jítsu que emigrou para o país. Lá, ele ensinou a arte marcial a Carlos Gracie, que aperfeiçoou a técnica e a popularizou no Brasil e no mundo, dando origem ao que é conhecido como Jiu-Jítsu Brasileiro.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais