Mistério de estudante que estava desaparecida acaba terminando em grande tragédia

De acordo com informações fornecidas pelas autoridades, o caso de uma estudante, de 21 anos, identificado pelo nome de Regiane da Silva, acabou terminando de forma trágica. A jovem foi encontrada morta e enterrada em uma região de mata, em Planaltina, em Goiás. 

Sérgio Alves, de 42 anos, é o principal acusado de ter cometido o crime. Na delegacia, ele confessou que teria estuprado Regiane, e logo em seguida, teria tirado a sua vida.

E segundo a Polícia, a jovem ficou nas mãos do criminoso pelo período de doze horas, antes de ter sido morta.

A jovem desapareceu após ter saído de uma unidade de ensino, durante o período noturno. Ela tinha como destino sua casa e estava de bicicleta.

No momento em que estava passando por uma região de mata, a vítima foi abordada por Sérgio, e assim, obrigada a entrar em uma mata.

E após ter cometido o estupro, Sérgio ainda obrigou Regiane a andar com ele por cerca de seis quilômetros. Ele disse que a deixaria sair com vida.

“Outras imagens que tivemos acesso mostram ela caminhando ao lado dele. Ela o acompanhou durante toda a madrugada acreditando que seria solta posteriormente. Uma imagem mostra ele na bicicleta e ela no varão”, contaram as autoridades.

Porém, por volta das 6h da manhã, ele tirou a vida da jovem com três facadas e enrolou o seu corpo em um tapete.

O corpo foi encontrado seminu e em estado de decomposição.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais