Médico de Diego Maradona é acusado por homicídio culposo; Confira

Leopoldo Luque, médico de Diego Maradona, foi  acusado de homicídio culposo.

A noticia foi divulgada neste domingo (29) pelo jornal esportivo “Marca”. O juiz concordou em fazer uma busca no apartamento e na clínica do médico, e ele deve testemunhar no Ministério Público sob a suspeita de negligência médica nos últimos dias de vida de ídolo do esporte.

leopoldo luque medico diego maradona 29 11 20
(Foto: Google/ Reprodução)
Continua depois da publicidade

A acusação levantou a suspeita de que Maradona não teve alta quando foi transferido da casa da clínica após a cirurgia devido a um tumor na cabeça. Além disso, o procurador quer saber se o ex-atleta recebeu os cuidados de saúde necessários e o que aconteceu nas últimas horas de vida do craque.

Uma pessoa próxima de sua família disse à agencia france Presse na sexta-feira (27): “Já existem irregularidades”.

Demora da ambulância

O advogado de Maradona e amigo Matías Morla disse nesta quinta-feira (26): “Demorou mais de meia hora para a ambulância chegar à residência do camisa 10”.
Ele disse que fará todos os esforços para descobrir o que realmente aconteceu.

No entanto, uma fonte judicial disse à AFP que nem Mora nem seus parentes foram ao tribunal para pedir esclarecimentos.

A fonte, que pediu anonimato, afirmou: “A investigação começou porque foi uma pessoa que morreu em casa e ninguém assinou a certidão de óbito. Isso não significa que alguém suspeite de uma violação, mas é o motivo da investigação.”

“Temos que verificar se eles cumpriam suas funções ou se estavam relaxando. A enfermeira (que estava de plantão oque constatou que o ídolo que morreu) relatou algo quando o promotor apareceu no dia seguinte à morte de Diego, e posteriormente ampliou seu depoimento, e por fim , Ele disse na TV que foi forçado a falar, então seu depoimento foi um tanto contraditório. “O parente do ex-jogador explicou à AFP que pediu para não ser identificado.”

Maradona morreu em casa nesta quarta-feira (25) após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Siga-nos no  google news logo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais