Manoel Soares denuncia suposto caso de racismo em avião após mulher ser retirada pela PF

Os jornalistas Manoel Soares e Rita Batista, da TV Globo, usaram suas redes sociais para chamar a atenção a um caso ainda sem explicação.

Os apresentadores, e muitos internautas, cobram posicionamento da Gol, uma das principais companhias aéreas em operação no Brasil.

A revolta se gerou a partir de um vídeo que mostra uma mulher negra sendo retirada a força de um voo da empresa. Identificada como Samantha Vitena, a mulher foi retirada por policiais federais.

O voo saía de Salvador para São Paulo e, segundo as publicações, Samantha permaneceu horas detida no aeroporto. A mulher afirma não saber porque e cobra respostas da empresa.

Manoel Soares usou seu twitter para denunciar o caso, enquanto a jornalista Rita Batista publicou um vídeo no Instagram. Samantha foi liberada após assinar um termo circunstanciado, mas questiona a ação. Veja o vídeo a seguir.

Nas redes sociais, a empresa tem sido cobrada pela situação. Até o momento, não foi esclarecido porque a polícia foi chamada para retirar Samantha do voo. No vídeo, ela fala sobre uma mochila.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ritabatista (@ritabatista)

Bastante afetada pela situação, Samantha explica que precisou de ajuda de outros passageiros para colocar sua mochila no compartimento de bagagem de mão. Ela ainda explica que não poderia despachar a bolsa por conta de um laptop.

No vídeo, outros passageiros também gritam “racismo” em relação a cena. Até o momento, a empresa não se manifesotu e tampouco a polícia federal, portanto não se sabe qual foi a queixa.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais