“Já não vejo as escolas como um lugar seguro”

O ataque a uma creche de Blumenau, em Santa Catarina, está deixando muitos pais com o coração apertado, principalmente porque a tragédia terminou com crianças feridas e mortas.

Os pais viveram momentos de desespero e muito pânico ao saberem o que havia acontecido na creche, onde um homem de 25 anos pulou o muro e atacou as crianças com um machado.

Nos últimos 20 anos, o Brasil teve registrados 23 ataques em escolas, de acordo com o levantamento de pesquisadores. Infelizmente, nesta quarta-feira, mais uma tragédia aconteceu, depois que a Creche Cantinho Bom Pastor, em Blumenau, foi atacada. Alunos com idades entre 4 e 7 anos foram atacados covardemente, e o suspeito de ter cometido o crime se entregou à polícia.

Em um desabafo, uma mãe disse que não se sente segura, pois a escola não é mais um local seguro para deixar os filhos, como antigamente: “Nos dias de hoje, já não me sinto segura em deixar meus filhos na escola e já nem vejo mais a escola como um ambiente seguro como antigamente”.

O desabafo é de uma mãe de três crianças, com 11, 9 e 2 anos, que disse que ficou muito impressionada quando assistiu às notícias desta quarta-feira na TV. Ela se emocionou ao ver o desespero de todos os pais. De acordo com ela, a segurança das escolas deveria ser como a de um banco.

Samanta Maria, mãe de uma criança de 9 anos e outra de quatro, disse que sempre se sentiu tranquila ao deixar seus filhos na escola, mas, agora, diante desses acontecimentos terríveis, ela se sente muito preocupada ao deixar os filhos em um local que já não é mais seguro como antes.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais