Criança é internada com mais de 40 lesões e mãe acaba presa após denúncia

Ao longo dos últimos anos, casos de grande repercussão reforçaram a importância do trabalho conjunto entre hospitais, e demais centros de atendimento médicos, e a polícia no esforço da preservação da vida de crianças.

Casos que ganharam grande repercussão demostraram o quanto crianças vítimas de maus-tratos acabam sendo negligenciadas também na emergência, pela polícia, pelo conselho tutelar e também pela Justiça em alguns casos.

Para que o ciclo seja quebrado, não existem outras saídas além do reforço nas leis e maior atenção dos profissionais e familiares. Um caso Águas Lindas, Goiás, é um bom exemplo disso.

Uma mulher, de 22 anos, acabou presa acusada de maus-tratos contra os filhos. O caso chamou a atenção da polícia depois de uma das crianças, de apenas 1 ano, dar entrada na emergência com cerca de 40 lesões e uma costela fraturada.

Pai e avó da criança teriam notado ferimentos na criança. O bebê havia passado o dia com a mãe e, ao retornar para casa, pai e avó notaram as lesões. A mulher foi alvo de uma denúncia anônima e acabou presa na operação Caminhos Seguros.

A operação é comandada pelo Ministério da Justiça e tem como objetivo combater maus-tratos contra crianças. A denúncia foi recebida pelo Conselho Tutelar e repassada à polícia.

Segundo as informações do caso, a mulher tem quatro filhos no total, é usuária de drogas e costumava levar as crianças à bares. Ainda segundo as informações, ela vivia em uma casa sem condições de habitação.

A identidade da mulher não foi informada pelas autoridades. A polícia ainda investiga as circunstâncias em que a criança sofreu tantos ferimentos.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais