Andressa Urach admitiu que havia pensado em se matar e disse: “Só não me mato porque …”

Nos últimos dois meses, não foi fácil se tornar um modelo e membro da Igreja Universal, disse: Andressa Urach. Depois de muitos desentendimentos com vários membros e líderes da igreja, a vida da modelo virou de cabeça para baixo. Muita polêmica ocorreu em um curto período de cerca de 60 dias.

capa andressa urach
Imagem: reprodução / Google

Um dos piores momentos dos últimos dois meses foi quando ela foi demitida da Record, que tinha contrato com ela até março de 2021 e não esperava um rescisão no momento. Depois da demissão, a modelo admitiu que passou por graves crises de ansiedade e depressão. A situação era tão grave que ela teve que procurar tratamento psiquiátrico novamente.

Continua depois da publicidade

Segundo Andressa, sua mãe teve de levá-la ao hospital porque um ataque de ansiedade acabou fazendo com que sua pressão arterial subisse muito. Ela também admitiu que nem ela nem sua família têm seguro saúde, então ela precisou usar Sistema Único de Saúde (SUS).

Devido a sua saúde mental  abalada  e com esse momento conturbado . Sua declaração deixou as pessoas preocupadas com a situação. Ela disse: “Eu só não me mato porque tenho um filho para criar. Se eu não tivesse experimentado a quase morte em 2014 Experiência, então teria me tornado ateia”. Ela continuou com seu desabafo:

“Eu estava muito mal na semana passada. Estava usando calmantes. Julgamento todo mundo sabe, está na minha pele agora … Ninguém sabe como me sinto. Graças a Deus meu tenho bons amigos  nessa fase delicada da vida me ajudando “finalizou o desabafo Ainda esta semana, Andressa detalhou ainda mais sobre sua doação para a Igreja Universal. De acordo com seu relatório: “Doei todos os meus carros, joias e bolsas Chanel para a igreja. Doei para todos a igreja, meu Porsche Cayenne, Land Rover e outros. É realmente tudo.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais