Aluno da PM tira a vida de ex-esposa e advogado dentro de clínica de DNA; ele também tirou a própria vida

Na manhã desta terça-feira, dia 20 de junho, foram identificados a ex-esposa e o advogado que tiveram suas vidas tiradas a tiros por um aluno da Polícia Militar do Paraná, na região de Araucária.

A mulher, Vanessa Camargo, de 24 anos, é a ex-companheira do atirador. Ela chegou a ir até uma clínica de exames de DNA para fazer o reconhecimento de paternidade.

O ex-casal estava na clínica para fazer o teste de paternidade do bebê de apenas 1 mês, filho de Vanessa, quando a jovem foi surpreendida por seu antigo marido.

Vanessa foi até o local estando acompanhada de seu advogado, Henrique Bueno Paquete, que é natural da região da Lapa, no Paraná. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e teve o seu falecimento confirmado enquanto ainda estava no local.

O autor dos disparos foi identificado pelo nome de Luan Lucas Cardoso, que é aluno da PM, lotado na CIROCAM, segundo informações confirmadas pela Polícia Militar.

De acordo com informações fornecidas pelo boletim de ocorrência da PM, o homem teria discutido com a ex-mulher na clínica, teria sacado a sua arma e atirado contra ela. Após ter tirado a vida do advogado e de Vanessa, ele atirou contra si mesmo, assim se matando.

O aluno da PM utilizou uma arma da instituição para cometer todo o crime. Luan teve um relacionamento de cerca de 1 ano com a vítima e estava em um processo de divórcio.

Vanessa estava com o seu bebê de apenas 1 mês em seu colo. Ele caiu no chão e foi encaminhado para uma unidade de saúde. A vítima já tinha realizado um boletim de ocorrência contra Luan.

 Importante:   Este site faz uso de cookies que podem conter informações sobre os visitantes. ACEITAR Leia mais